Todos os posts de Jose Valim

Consciência e responsabilidade

Há duas palavras com significação muito diferente na Terra e na Vida Espiritual.
Uma delas é “consciência”, a outra é “responsabilidade”.
No plano físico, muitas vezes conseguimos sufocar a primeira e iludir a segunda, temporariamente, mas no campo das Verdades Eternas, não será possível adormecer ou enganar uma e outra.
A consciência revela-nos tais quais somos, seja onde for, e a responsabilidade marca-nos a fronte com os nossos merecimentos, culpas ou compromissos.

Chico Xavier/Hilda, no Livro Vozes do Grande Além

Amor verdadeiro

Flores em casa em ruínas

O amor verdadeiro e sincero nunca espera recompensas. A renúncia é o seu ponto de apoio, como o ato de dar é a essência de sua vida.
Onde o amor de Nosso Pai? Nunca viste a primavera dar flores sobre uma casa em ruínas? As ruínas são as criaturas humanas, porém as flores são as esperanças em Deus.

Chico Xavier/Humberto de Campos, no Livro Boa-nova

Existência Terrestre

A existência terrestre é um aprendizado em que nos consumimos devagarinho, de modo a atingir a plenitude do Mestre. No plano da própria materialidade, poderemos observar esse imperativo de lei. A infância, a mocidade e a decrepitude, em seu aspecto de transitoriedade, não podem representar a vida. São fases de luta, demonstrações da sagrada oportunidade concedida por Deus para nos expurgarmos da grosseria dos sentimentos, da crosta de imperfeição.

Chico Xavier/Emmanuel, no Livro Renúncia

Alma amiga, presta atenção

Um minuto de reflexão

Screenshot_2019-11-09-08-51-09-1

Alma amiga, presta atenção nas mensagens que estão descendo dos Céus até o teu coração. Pela brisa suave; pelo balançar das folhas na árvore; pelo Sol que aquece e que dá vida; pela chuva que prepara o solo e renova a natureza; pelo afeto dos corações queridos que enriquecem tua existência; pelo animal que te traz alegria; pelo irmão de rua que te inspira piedade; pelos desafios enfrentados em todas as idades; pelas pessoas difíceis que te experimentam na paciência e tolerância; pelo trabalho que te sustenta; pelas atividades de beneficência; pelo brilho das estrelas na noite tranquila; pelo aprendizado nas diversas áreas do saber; pelo mergulho interior que proporciona o seu encontro consigo mesma; pela súplica silenciosa; pela dor que desperta; pelos momentos de felicidade.

Escuta bem, porque tudo isso é o Mestre Amigo te convidando para o grande banquete de fraternidade e amor universal. Todos os dias, nas…

Ver o post original 257 mais palavras

Medicina Espiritual

A saúde humana nunca será o produto de comprimidos, de anestésicos, de soros, de alimentação artificialíssima. O homem terá de voltar os olhos para a terapêutica natural, que reside em si mesmo, na sua personalidade e no seu meio ambiente. Há necessidade, nos tempos atuais, de se extinguirem os absurdos da “fisiologia dirigida”. A medicina precisa criar os processos naturais de equilíbrio psíquico, em cujo organismo, se bem que remoto para as suas atividades anatômicas, se localizam todas as causas dos fenômenos orgânicos tangíveis. A medicina do futuro terá de ser eminentemente espiritual, posição difícil de ser atualmente alcançada, em razão da febre maldita do ouro; mas os apóstolos dessas realidades grandiosas não tardarão a surgir nos horizontes acadêmicos do mundo, testemunhando o novo ciclo evolutivo da Humanidade. O estado precário da saúde dos homens, nos dias que passam, tem o seu ascendente na longa série de abusos individuais e coletivos das criaturas desviadas da lei sábia e justa da Natureza. A Civilização, na sua sede de bem-estar, parece haver homologado todos os vícios da alimentação, dos costumes, do sexo e do trabalho. Todavia, os homens caminham para as mais profundas sínteses espirituais. A máquina, que estabeleceu tanta miséria no mundo, suprimindo o operário e intensificando a facilidade da produção, há de trazer, igualmente, uma nova concepção da civilização que multiplicou os requintes do gosto humano, complicando os problemas de saúde; há de ensinar às criaturas a maneira de viverem em harmonia com a Natureza.

Livro Emmanuel, psicografado por Chico Xavier

Medicina Humana

A medicina humana será muito diferente no futuro, quando a Ciência puder compreender a extensão e complexidade dos fatores mentais no campo das moléstias do corpo físico. Muito raramente não se encontram as afecções diretamente relacionadas com o psiquismo. Todos os órgãos são subordinados à ascendência moral. As preocupações excessivas com os sintomas patológicos aumentam as enfermidades; as grandes emoções podem curar o corpo ou aniquilá-lo. Se isso pode acontecer na esfera de atividades vulgares das lutas físicas, imagine o campo enorme de observações que nos oferece o plano espiritual, para onde se transferem, todos os dias, milhares de almas desencarnadas, em lamentáveis condições de desequilíbrio da mente. O médico do porvir conhecerá semelhantes verdades e não circunscreverá sua ação profissional ao simples fornecimento de indicações técnicas, dirigindo-se, muito mais, nos trabalhos curativos, às providências espirituais, onde o amor cristão represente o maior papel.

Chico Xavier/André Luiz, no Livro Os Missionários da Luz

Ironia

Ironia

Jesus, sentindo embora a ironia que o cercara, não reclamou nem feriu a ninguém, não comprometeu os companheiros, nem exigiu a consideração de seus servidores. Compreendeu a ignorância dos homens, rogou para eles o perdão do Pai e dirigiu-se a outros trabalhos, no seu Divino Serviço à Humanidade.

Chico Xavier/Emmanuel