Imortalidade

Imortalidade

Quando o suicida acordou no Mais Além, trazendo a chaga em sangue que abrira em si mesmo, gritou espantado para os Céus:
Meu Deus, meu Deus, onde a morte em que entrei?
Uma voz, porém, lhe respondeu aos ouvidos da consciência profunda:
Meu filho, sairás da morte, tantas vezes quantas forem necessárias, mas da vida, jamais.

Chico Xavier/ Emmanuel

Senda de paz