Categorias
Espiritualidade

Traços do inimigo / Traits of the enemy

Quando Jesus nos exortou ao amor pelos inimigos, indicou-nos valioso trabalho imunológico em favor de nós mesmos.
Se trazes a consciência tranquila, diante da criatura que, acaso, te injurie, estarás na mira de uma pessoa evidentemente necessitada de compreensão e de auxílio espiritual.
O adversário gratuito pode estar desinformado a teu respeito e, por isso, reclama esclarecimento e não represália.
Talvez esteja experimentando certa inveja dos recursos de que dispões e, em vista disso, necessitará de caridade e silêncio para que não seja induzido ao desespero.
Sofrerá provavelmente de miopia espiritual, diante dos objetivos superiores pelos quais te orientas e, por essa razão, aguarda tolerância, até que o entendimento se lhe amadureça.
Será possivelmente um candidato à luta competitiva com os teus esforços em realização determinada e, por isso, reclama respeito para que não caia em perdas de vulto.
Repontará do cotidiano por alguém intentando fazer a tarefa de que te incumbes e, por semelhante motivo, merece vibrações de paz, a fim de que encontre encargos idênticos aos teus.
Por fim, talvez surja na condição de doente da alma, sob a influência de obsessões ocultas e, em vista disso, precisará de compaixão.
Jesus conhecia esses lances de desequilíbrio da personalidade humana e, naturalmente, nos impulsiona ao perdão e a prece, em auxílio de quantos se nos façam agressores.
É que não adianta passar recibos ao mal, de vez que estaríamos ambientando em nós mesmos, as dificuldades e deficiências dos nossos perseguidores.
Amar aos inimigos será abençoá-los, desejando-lhes a tranquilidade de que carecem, livrando-nos, antecipadamente, de quaisquer entraves com que nos desejem marcar o caminho.
Abençoar aos que nos insultem ou maltratem é o melhor processo de entregá-los ao mundo deles próprios, sustentando-nos em paz, ante as bênçãos das Leis de Deus.

Espírito Emmanuel, do livro Amigo psicografado por Chico Xavier.

When Jesus exhorted us to love our enemies, he indicated valuable immunological work for ourselves.
If you bring a clear conscience, in front of the creature that, by chance, injures you, you will be in the sights of a person evidently in need of understanding and spiritual help.
The gratuitous opponent may be uninformed about you and, therefore, demands clarification and not retaliation.
Perhaps he is experiencing a certain envy of the resources at his disposal and, in view of this, he will need charity and silence so that he is not driven to despair.
You will probably suffer from spiritual myopia, in the face of the superior objectives for which you are guided and, for this reason, await tolerance, until your understanding matures.
He will possibly be a candidate for the competitive struggle with your efforts in determined achievement and, therefore, he demands respect so that he does not fall into major losses.
He will appear from everyday life for someone trying to do the task you are responsible for and, for the same reason, deserves vibrations of peace, so that he finds tasks identical to yours.
Finally, he may appear sick in the soul, under the influence of hidden obsessions, and in view of this he will need compassion.
Jesus knew about these imbalances in the human personality and, naturally, he urges us to forgive and pray, to help those who make us aggressors.
It’s just that it’s no use passing receipts to evil, since we would be setting in ourselves, the difficulties and deficiencies of our persecutors.
To love our enemies will be to bless them, wishing them the tranquility they need, freeing us, in advance, of any obstacles with which they wish to mark our way.
Blessing those who insult or mistreat us is the best process of delivering them to their own world, sustaining us in peace, before the blessings of God’s Laws.

Emmanuel Spirit, from the book Amigo psychographed by Chico Xavier.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.