Categorias
Espiritualidade

Mãe, não chore mais / Mom, don’t cry anymore

Querida Mamãe,
Peço ao seu carinho me abençoe como sempre.
Com o auxílio de Jesus, estou ao seu lado, continuando no abençoado esforço da prece, para conquistar humildade, paz, fortaleza e compreensão diante da Divina Vontade.
Suas manifestações de carinho, nos pensamentos de todos os dias, ajudam-me a restauração gradual.
Quando me volto para os dias que se foram, ocupando a mente com as lembranças do círculo de lutas que deixei, a aflição ainda me domina; contudo, se me empenho em conservar a esperança, tudo se modifica.
Neste meu novo mundo, o sentimento é mais vivo que as palavras. No corpo, às vezes, falamos, em muitas ocasiões, daquilo que realmente não estamos sentindo; mas na vida de nossa alma, o coração parece caminhar à frente de nós. Não é possível ocultar, como aí acontece, o que nos vai por dentro. Por isso, tenho tido muito cuidado comigo mesmo, para não perder as lições.
Até certo ponto, creia à senhora, que a minha situação é a de um menino recém-chegado na escola, com muita cautela no próprio comportamento para errar o menos possível.
A senhora não imagina o bem que me fizeram os estudos ligeiros que pude realizar, dentro do Espiritismo, nos meus tempos últimos.
Aí, por várias vezes, me surpreendi, indagando de mim mesmo por que sentia tão de repente inclinado à fé! Perguntava se meus impulsos nesse terreno não eram apenas o propósito de cooperar com a senhora ou se algo me renovava instintivamente para a vida espiritual!… Hoje, vejo melhor.
Nossos amigos preparam-me o regresso, e, generosos, não se resignaram a sentir-me desabrigado no temporal.
Nossas orações, nossas palestras, leituras e reuniões, tudo, tudo que nós dois vivíamos com tanto encantamento e fervor, agora constitui para mim uma espécie de valioso crédito espiritual que vou gastando aos poucos, na construção do meu futuro diferente.
A senhora guiou-me na Terra, auxiliando-me a entrar na luta e, com as suas virtudes de heroína de Cristo, no lar, ajudou-me a sair dela, no rumo da Vida Maior.
Mamãe, como lhe sou reconhecido!
Um dia, com o socorro de Deus, conseguirei retribuir à senhora tantas bênçãos.
Até lá, não se incomode pelo aumento incessante de minhas dívidas.
Preciso ainda e sempre do seu apoio e da sua coragem para batalhar e vencer.
Batalhar com a minha própria natureza para vencer os inimigos que ainda trago dentro de mim; e, vencendo-os, ao preço de meu esforço, poder servir a Jesus, como agora desejo com todas as fibras do meu coração.
Não chore mais, peço-lhe.
Seus olhos confiantes não podem nublar-se para que seus filhos não errem a estrada.
Não se acredite sozinha ou menos feliz.
Admito que hoje posso dar-lhe alegrias mais nobres e mais seguras, que aquelas de minha permanência na carne.
Tudo passa, Mamãe!
O corpo é assim como leve casca-de-noz em que viajamos no furioso mar das provas terrestres. Tudo se altera quando menos esperamos.
Tenhamos, contudo, nossa fé concentrada em Jesus e caminhemos!
Agradeço, por intermédio da senhora, aos nossos amigos, os preciosos recursos com que me amparam, em minha nova fase de luta. A amizade é uma fonte de água cristalina, a refazer-nos as energias na longa peregrinação espiritual para Jesus.
Mamãe, confio na senhora, em sua fé, em sua compreensão e em seu valor.
Do Alto, virá o suprimento de forças e bênçãos de que necessitamos.
Minhas lembranças e saudades a todos.

Espírito Antônio, do livro Relicário de Luz, psicografado por Chico Xavier.


Mom, don’t cry anymore

Dear Mom,
I ask your affection to bless me as always.
With the help of Jesus, I am at your side, continuing in the blessed effort of prayer, to conquer humility, peace, strength and understanding before the Divine Will.
Your expressions of affection, in everyday thoughts, help me to gradually restore.
When I turn to the days gone by, filling my mind with memories of the circle of struggles I left, grief still grips me; however, if I try to keep hope, everything changes.
In this new world of mine, feeling is more alive than words. In the body, we sometimes speak, on many occasions, of what we are not really feeling; but in the life of our soul, the heart seems to walk ahead of us. It is not possible to hide, as it happens there, what is going on inside us. So I’ve been very careful with myself, not to miss the lessons.
To a certain extent, believe me, my situation is that of a boy who has just arrived at school, with great care in his own behavior to make as little mistakes as possible.
You cannot imagine the good that the light studies that I was able to carry out, within Spiritism, in my later times did me.
There, several times, I surprised myself, asking myself why I felt so suddenly inclined to faith! I asked if my impulses in this area were not just the purpose of cooperating with you or if something instinctively renewed me for the spiritual life!… Today, I see better.
Our friends are preparing for my return, and, generously, they have not resigned themselves to feeling homeless in the storm.
Our prayers, our lectures, readings and meetings, everything, everything that we both lived with so much enchantment and fervor, now constitutes for me a kind of valuable spiritual credit that I’m spending little by little, in the construction of my different future.
The lady guided me on Earth, helping me to enter the struggle and, with her virtues as a heroine of Christ, at home, she helped me out of it, towards the Greater Life.
Mother, how I am grateful to you!
One day, with God’s help, I will be able to repay you so many blessings.
Until then, don’t be bothered by the incessant increase in my debts.
I still and always need your support and your courage to fight and win.
To battle with my own nature to defeat the enemies that I still carry inside me; and, overcoming them, at the cost of my effort, to be able to serve Jesus, as I now desire with all the fibers of my heart.
Cry no more, I beg you.
Your trusting eyes cannot cloud over lest your children miss the road.
Don’t believe yourself alone or less happy.
I admit that today I can give you more noble and surer joys than those of my sojourn in the flesh.
Everything passes, Mom!
The body is like a light nutshell in which we travel in the furious sea of ​​terrestrial trials. Everything changes when we least expect it.
Let us, however, have our faith focused on Jesus and let’s walk!
Through you, I thank our friends for the precious resources with which they support me in my new phase of struggle. Friendship is a source of crystal clear water, renewing our energies on the long spiritual pilgrimage to Jesus.
Mom, I trust you, your faith, your understanding and your worth.
From Above will come the supply of strength and blessings that we need.
My memories and miss you all.

Spirit Antônio, from the book Relicário de Luz, psychographed by Chico Xavier.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.