Categorias
Espiritualidade

Algemas / Handcuffs

Indiscutivelmente, em todas as paisagens da Terra, observamos fardos e prisões que atormentam a vida…

Algemas de ódio, cristalizando as trevas em torno das almas…

Algemas de egoísmo, enregelando corações…

Algemas de vingança, estabelecendo perturbações e discórdia…

Algemas do azedume, provocando amargura e enfermidade…

Algemas da ignorância, gerando chagas de penúria…

Na vida social, permanece a criatura encadeada a deveres que lhe martirizam a existência, tanto quanto no lar, antigos companheiros que ontem se acumpliciavam na crueldade, hoje se prendem uns aos outros em tremendos conflitos expiatórios…

Cada espírito renasce no berço com as algemas que forjou para si mesmo no passado próximo ou remoto, a fim de realizar a caminhada regeneradora através de lutas e problemas edificantes até o túmulo, para que o túmulo seja preciosa emancipação.

Recorda o Cristo, o grande libertador, e apresenta-lhe, cada dia, com o suor do próprio trabalho, os grilhões que porventura te releguem à inibição. E, seguindo-lhe os passos na senda de amor que serve e perdoa sempre, compreenderás que, se a Terra em muitos casos ainda é a penitenciária do sofrimento, podes romper os cárceres que te guardam na sombra, deles fazendo a escola do reajuste e a escada da ascensão desde hoje.

Espírito Emmanuel. Do livro Instrumentos do Tempo. Psicografia de Chico Xavier.


Arguably, in every landscape on Earth, we observe burdens and prisons that plague life…

Handcuffs of hate, crystallizing the darkness around souls…

Handcuffs of selfishness, freezing hearts…

Handcuffs of revenge, setting up disturbances and discord…

Handcuffs of bitterness, provoking bitterness and illness…

Handcuffs of ignorance, generating sores of penury…

In social life, the creature remains chained to duties that martyr his existence, as much as in the home, former companions who yesterday were complicit in cruelty, today they cling to one another in tremendous expiatory conflicts…

Each spirit is reborn in the cradle with the handcuffs he forged for himself in the near or remote past, in order to carry out the regenerative walk through struggles and edifying problems to the grave, so that the grave is precious emancipation.

Remember Christ, the great liberator, and present to him, each day, with the sweat of your own work, the shackles that might relegate you to inhibition. And, following her steps on the path of love that always serves and forgives, you will understand that, if the Earth in many cases is still the penitentiary of suffering, you can break the prisons that keep you in the shadow, making them the school of readjustment and the ladder of ascension from today.

Spirit Emmanuel, from the book Instruments of Time, psychography by Chico Xavier.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.