Categorias
Espiritualidade

Filhos, muito obrigado / Children, thank you very much

Filhos, o Senhor nos abençoe e nos ilumine sempre. O pequenino servidor vos compartilha o banquete de amor, tentando agradecer.
As palavras desaparecem ante as grandes emoções que nos tomam de improviso, como que a imobilizar-nos os sentidos, que se fazem ineptos para qualquer manifestação.
Podemos, desse modo unicamente, dizer-vos:
Deus vos recompense.

Achamo-nos todos na jornada para diante, compreendendo que a meta por atingir nos acena, ainda, muito longe.
Estas palavras: muito longe, porém, não significam dificuldade ou aflição, porque os caminhos se nos enfeitam agora em palmas de esperança e caridade, auxiliando-nos a seguir.

Obrigado, meus filhos, pela ternura de vossas lembranças:
Muito obrigado pelas mães que receberam filhos de nossa confiança e de nosso carinho, aguardando quase que exclusivamente em vosso amor o dom de sobreviver, nas provas terrestres e que, em nome de Jesus, adornais de estímulos santos, de modo a se reconhecerem sob a cobertura da Providência Divina;
Muito obrigado pelos pais que a luta do dia a dia cansou no trabalho e que encontram, como sempre, em vossa abnegação, a certeza da proteção de Deus;
Muito obrigado por aqueles irmãos que a fadiga orgânica situou nas últimas linhas da resistência e que vos recolhem a dedicação e a fraternidade por relíquias da alma na viagem da libertação talvez muito em breve;
Muito obrigado pelas criaturas irmãs em necessidade que se vos aproximam da mesa de assistência e carinho, a fim de receberem o pão da solidariedade, adquirindo em vosso gesto a convicção de que nunca estiveram sozinhas no esforço de superação das próprias dificuldades;
Muito obrigado pelos doentes que vos procuram buscando o remédio da esperança e da paz e que vos recebem as mãos por estrelas de bênção a lhes clarearem a estrada para o refazimento das próprias forças;
Muito obrigado pelos jovens tristes que vos contemplam a atividade, buscando a diretriz pela qual suspiravam, a fim de que a caminhada no mundo se lhes faça menos árdua, no rumo de uma vida melhor, jovens que começaram a existência à maneira de seres torturados pela sede de afeto e que, na ânsia de encontrar a fonte da verdade e do bem, oscilavam entre as requisições da luz e a influência das trevas;
Muito obrigado pelas crianças que trazeis de novo da amargura para a alegria, orvalhando-lhes os corações com a bênção de vossa fé trazida em serviço a todos os que caminham nas trilhas da evolução, varando empeços maiores que os nossos; e muito obrigado por aqueles outros pequeninos que ainda não nasceram, mas que esperam amor e proteção a fim de abordarem o campo da Terra para a execução das tarefas edificantes que lhes dirão respeito no dia de amanhã e que, embora sem voz ainda para expressar-vos reconhecimento, pedem a Deus por vossa felicidade porque conseguistes livrá-los do aborto e lhes amparastes as mãezinhas, tantas vezes, agoniadas e sofredoras, em prece constante para que não venham a perdê-los em razão das necessidades e provações que lhes sitiam a vida.

Obrigado, sim, por tudo quanto dais e por tudo quanto derdes, porque é dando que recebemos.
Obrigado, porque acreditastes na caridade e aceitastes a obrigação de fazer o bem.

As migalhas diminutas que distribuirdes são bênçãos eternas, são luzes que se vos resplenderão nos caminhos de hoje e do futuro indicando-vos a verdadeira felicidade.
Não temos hoje outras palavras senão estas: muito obrigado.

Agradecemos por todos, principalmente por todos aqueles que a luta humana transitoriamente emudeceu na prova que atravessam.
Eles e nós todos nos regozijamos com a vossa lembrança e repetimos a vós todos:
— Filhos do coração que Deus vos abençoe.

Espírito Bezerra de Menezes, do livro Doutrina e Vida, psicografado por Chico Xavier.

Children, the Lord bless us and enlighten us always. The little servant shares the feast of love with you, trying to thank you.
Words disappear before the great emotions that take us by surprise, as if immobilizing our senses, which are made inept for any manifestation.
We can only say to you in this way:
God reward you.

We are all on the journey forward, understanding that the goal to be reached still beckons us far away.
These words: very far away, however, do not mean difficulty or affliction, because the paths are now decorated with palms of hope and charity, helping us to follow.

Thank you, my children, for the tenderness of your memories:
Thank you very much for the mothers who received children of our trust and affection, waiting almost exclusively in your love for the gift of surviving, in earthly trials and that, in the name of Jesus, you adorn with holy stimuli, in order to recognize themselves under the coverage of Divine Providence;
Thank you very much for the parents who have been tired by the day-to-day struggle at work and who find, as always, in your selflessness, the certainty of God’s protection;
Thank you very much for those brothers whom organic fatigue placed on the last lines of resistance and who collect from you your dedication and fraternity as relics of the soul on the journey of liberation, perhaps very soon;
Thank you very much for the sister creatures in need who approach you at the table of assistance and affection, in order to receive the bread of solidarity, acquiring in your gesture the conviction that you were never alone in the effort to overcome your own difficulties;
Thank you very much for the sick who come to you looking for the medicine of hope and peace and who receive your hands as stars of blessing to lighten the way for them to rebuild their own strength;
Thank you very much for the sad young people who contemplate your activity, seeking the guideline for which they longed, so that the journey in the world becomes less arduous for them, in the direction of a better life, young people who began their existence as being tortured by thirst for affection and who, in their eagerness to find the source of truth and good, oscillated between the demands of light and the influence of darkness;
Thank you very much for the children that you bring again from bitterness to joy, dew their hearts with the blessing of your faith brought in service to all those who walk in the paths of evolution, crossing obstacles greater than ours; and thank you very much for those other little ones who are not yet born, but who expect love and protection in order to approach the Earth’s field for the execution of the edifying tasks that will concern them tomorrow and who, although still without a voice to express themselves, your gratitude, ask God for your happiness because you managed to free them from abortion and you supported their mothers, so many times, in agony and suffering, in constant prayer so that they do not come to lose them due to the needs and trials that besiege their lives. life.

Thank you, yes, for all that you give and for all that you give, because it is in giving that we receive.
Thank you, because you believed in charity and accepted the obligation to do good.

The tiny crumbs you distribute are eternal blessings, they are lights that will shine on your paths today and in the future, showing you true happiness.
Today we have no other words than these: thank you very much.

We thank you for everyone, especially for all those that the human struggle has temporarily muted in the test they are going through.
They and we all rejoice in your remembrance and repeat to you all:
— Children of the heart, God bless you.

Bezerra de Menezes Spirit, from the book Doctrine and Life, psychographed by Chico Xavier.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.