Boca

Boca
Bocas reunidas na exaltação do mal se
assemelham a caixotes de lixo, vazando
bacilos de delinquência e de segregação
espiritual.

André Luiz, em Instruções Psicofônicas

É imprescindível vigiar a boca, porque o
verbo cria, insinua, inclina, modifica, renova ou
destrói, por dilatação viva de nossa
personalidade.

Emmanuel, em Vinha de Luz

Por Jose Valim

Meu nome é José Valim, tenho 80 anos, e o meu objetivo é a divulgação da Doutrina Espírita Cristã.

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.