Gratidão e Esforço

Gratidão e esforço

Quando você estiver à beira da inconformação, conte as bênçãos que já terá recebido.
Jamais desconsidere o valor do trabalho.
O dono da mina de ouro, só por isso, não obterá sem esforço a ervilha que lhe enriquece o prato.
Riqueza, na essência, é o aproveitamento real das oportunidades que a vida nos oferece em nome do senhor.
O homem afortunado pode ser o rico da benemerência.
O pobre pode ser o rico de esforço.
A pessoa robusta pode ser o rico de serviço.
A doente pode ser o rico de resignação.
O moço pode amealhar o tesouro da força bem dirigida.
Quem amadureceu na experiência pode organizar valioso patrimônio de ponderações edificantes.
A mulher pode tornar-se um modelo de abnegação.
O homem pode converter-se numa coluna de heroísmo.
A criatura cercada de obstáculos pode enriquecer-se de virtudes excelsas.
Fortuna, de modo algum, será apenas metal ou papel amoedado. É, sobretudo, valor do espírito, bênção da alma, luz do coração.
Deus não criou a pobreza.
O homem, sim, quando perturba a marcha das leis divinas que governam a vida e abusa das graças que recebe, empobrece-se de oportunidades de progresso e gera para ele próprio a escassez, a dor, o remorso, a enfermidade e a expiação que o consomem, por largo tempo, sem destruí-lo, no purgatório necessário da regeneração.
Não esmoreça, ante os obstáculos do caminho de elevação.

André Luiz, psicografia de Chico Xavier

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.