Categorias
Espiritualidade

Vinténs de luz

Do que podemos doar vamos adquirindo conhecimento sempre mais amplo, no entanto, muitas matérias existem ainda, na escola da vida, que necessitamos aprender, a fim de doar algo de nós mesmos com eficiência e segurança.

Reportando-nos aos vinténs da viúva pobre, no ensinamento de Jesus, recordemos algumas dessas questões das mais simples.

Com referência à vida terrestre, já mantemos facilmente a comunicação imediata entre os povos, mas precisamos, de maneira geral, adestrar-nos em tolerância e compreensão, para sustentarmos relações edificantes com os nossos próprios vizinhos.

Já sabemos eleger sem qualquer obstáculo, no manuseio do dicionário, a expressão correta, nos domínios da palavra, todavia, muito dificilmente, descobrimos a atitude exata a fim de registrar caridosamente os assuntos de ordem complexa que transitam por nossos ouvidos.

Acatamos automaticamente as ideias das criaturas queridas, entretanto, raros de nós entendemos a necessidade de respeitar os conceitos daqueles que não se afinam conosco, esquecendo-nos de que com os nossos amigos e com os nossos prováveis desafetos, somos todos filhos de Deus.

Aceitamos sem maiores problemas os planos de apoio aos nossos irmãos em extremada penúria, já que isso praticamente nos evidencia a superioridade econômica, contudo, sem desvalorizar de modo algum qualquer empreendimento da caridade, é indispensável muito desprendimento de nossa parte para nos regozijarmos com a felicidade dos outros, sem a mínima ponta de inveja a espicaçar-nos o espírito.

Estamos atentos no zelo pelos interesses dos entes amados, quando nos lisonjeiam com a presença pessoal, reconfortando-nos as energias, mas nem sempre nos dispomos a entregá-los aos cuidados de Deus, se não mais nos admitem a companhia, ocasião essa em que, bastas vezes, passamos a interpretá-los por expoentes da ingratidão.

Saibamos adquirir os grandes valores da cultura espiritual, mas aprendamos a entesourar as lições supostamente pequeninas da vida para que o nosso amor não se faça à maneira de mel temperado em veneno.

O avião e o automóvel são maravilhas de técnica da moderna civilização, entretanto, por vezes, na eficiência de semelhantes prodígios, a segurança de um simples parafuso é a força que conta.

Emmanuel, do livro Mãos Unidas psicografado por Chico Xavier

2 respostas em “Vinténs de luz”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.