Categorias
Espiritualidade

Inquietação

Era homem robusto e inteligente, contudo, assim que ajuntou algum dinheiro, olvidou a si próprio.
Não mais refeições a tempo, a fim de caçar mais lucros.
Não mais sono tranquilo, receoso de assaltos.
Não mais higiene pronta, por perder longo tempo buscando o golpe financeiro certo.

Não mais distrações sadias, por medo de gastar.
Não mais amizades puras, de vez que em cada rosto imaginava alguém a procurar-lhe as pratas.

E esse homem zeloso, tão zeloso que em nada mais pensava que não fosse em seu ouro, certa noite, sozinho, achou a tempestade que o sufocou num rio, em cheia inesperada, quando ia justamente cobrar de um devedor leve conta esquecida.

E muito, muito antes do tempo assinalado compareceu, vencido, aos tribunais da morte, para saber, chorando, que preservara o ouro, apaixonadamente, mas perdendo a si mesmo.

Observe o motivo de sua inquietação.
Seja casa ou dinheiro, posição ou destaque, fiscalize o seu zelo e equilibre a conduta, porquanto, além de Deus que é vida em nossas vidas, posse alguma na Terra pode encontrar valor, se você ganha tudo, afundando você.

Valérium (espírito), do livro Entre Irmãos de Outras Terras. Página recebida por Waldo Vieira, em Silver Spring, Maryland, EUA., 10/06/1965.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.