Categorias
Espiritualidade

Felicidade

Antes da nossa reunião o ambiente era de indagações diversas em torno dos problemas da felicidade. As opiniões mais variadas eram emitidas em nosso grupo.
Iniciadas as tarefas doutrinárias, O Livro dos Espíritos nos ofereceu a questão 922 para o estudo da noite. Depois dos comentários habituais sobre o texto, o poeta Casimiro Cunha foi o espírito comunicante, ofertando-nos a página poética “Felicidade”.

Francisco Cândido Xavier


Se você busca ajustar-se
Aos estatutos do bem,
Na condição em que esteja
Some os recursos que tem.

Se aceita sinceramente
A bênção de Deus na fé;
Se usa a própria cabeça
Mantendo o corpo de pé;

Se guarda noção de rumo
De tempo, clima e lugar;
Se consegue defender-se,
Ver, ouvir e conversar;

Se pode estudar e ler,
Anotar e fazer conta;
Apresentar-se, vestir-se,
E sabe como se apronta;

Se tem o pão necessário,
Alguma saúde, asseio,
Um leito, a bênção de um teto
E o trabalho de permeio;

Se mostra existência útil,
Se respeita o seu vizinho;
Se pode amparar alguém
Nos empeços do caminho;

Então não pare na queixa:
Trabalhe, melhore e avance.
Conserve a felicidade,
Que ela está ao seu alcance.

Casimiro Cunha, do livro Caminhos de Volta psicografado por Chico Xavier

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.