Confia, serve e segue

O claro nas fileiras! …
A saudade na marcha! …
Na jornada redentora da fé, monte acima, no encalço da meta, vislumbrada pelo ideal, sofres a separação dos companheiros queridos, como se trouxesses o coração traumatizado por dolorosa cirurgia.

Almejarias seguir à frente, com todos aqueles que abraçaste nas horas primeiras da confiança, quando a renovação amanhecida nas paisagens mais íntimas de tua alma, entretanto, à medida que avançam os ponteiros no relógio da experiência, fitas com mais sofrimentos e mais espanto, quantos te dizem adeus, no rumo de realizações outras, às vezes como se houvessem perdido a bússola que lhes norteava a existência.
Continuas trilha adiante, imaginando carrear aflitivas lesões ocultas, no entanto, é forçoso regeneres os próprios sentimentos nas fontes da compreensão, a fim de que te certifiques de que o amor não desapareceu.
Lembra-te de que nos caminhos da evolução e da vida, cada viajor transporta consigo necessidades e encargos diferentes, conquanto se identifiquem todos no mesmo objetivo por atingir: esse é induzido a recolher alguém que permanece à distância, outro deve buscar determinada afeição pela qual se responsabiliza, aquele outro precisa afastar-se temporariamente do grupo para resgatar certa conta, a fim de prosseguir mais tarde, estrada afora, sem qualquer conflito de consciência.
Temos ainda os que se fadigaram no trabalho e exigem a pausa do descanso, os que adoeceram do ponto de vista espiritual e requisitam hospitalização na retaguarda e outros que foram chamados por ordem do Plano Superior, ao desempenho de tarefas cujas finalidades não nos é dado, de pronto, perceber.
Não mentalizes decepções, deserções, desenganos e desencantos.
Abençoa a todos, a todos os companheiros de serviço e de esperança que assumem posição diversa da tua e fervora-te, cada vez mais, na execução da tarefa que a fé te reservou, reconhecendo que a Divina Providência a todos nos enxerga e acompanha sem desamparar a nenhum de nós.
E confia, serve e segue para diante, oferecendo aos outros o melhor de ti mesmo e doando à vida o melhor que possas, porque um dia todos nos reuniremos, no País da Perfeita Fraternidade, sem lágrimas da consciência e sem angústia da morte, nas eternas alegrias do Amor de Deus.

Emmanuel, do livro Atenção, psicografado por Chico Xavier

Por Jose Valim

Meu nome é José Valim, tenho 80 anos, e o meu objetivo é a divulgação da Doutrina Espírita Cristã.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.