Categorias
Espiritualidade

Mensagem do Irmão Raphael

Irmãos, Muita paz!
Os dias que virão pedirão a todos uma mudança de posicionamento íntimo, uma nova forma de vibração.
São muitos os que se prendem a construir mentalmente uma derrocada em certos nichos da sociedade.
Creem que as lutas e a desorganização serão úteis para a mudança que veem como necessária.
No entanto, em tempo algum a desordem, a violência e o distúrbio social foram as maneiras mais adequadas para o crescimento de um povo.
São sim, condições que acabam surgindo porque os homens teimam em não escutar o chamado divino, através da doce melodia do amor.
Pensar e irradiar a desordem, crendo que sejam o caminho da “salvação”, é esquecer-se da condição divina que habita o homem e, ainda, que é possível (e se faz necessário) construir um mundo novo, não sobre escombros, mas embasado nas suaves lições do bem e da justiça.
O Brasil vive um momento de enormes dificuldades.
Acrescer a elas as vibrações negativas, crendo que isto modificará o padrão e a estrutura da sociedade é ilusão.
O ódio, a mágoa, o mau desejo, só acrescentam mais posturas infelizes na tão complicada condição social deste povo.
É preciso vibrar harmonia, é necessário converter todas as formas negativas de agir em posturas de sentinelas do Bem.
Crer que apesar de ou com os homens, há um propósito maior para este país e para este planeta.
Não como algo efêmero.
Para isso, no entanto, é fundamental que cada criatura de forma consciente e íntima desperte-se para as nobres vibrações que emanam dos planos mais altos da vida.
Certamente que a tempestade varre a terra e, posteriormente, todos os elementos destruídos iluminados pelo sol divino regenera-se em novos terrenos produtivos e de beleza.
Entretanto, o lavrador, pelo seu trabalho honesto e fiel, pode transformar também o ambiente em melhores condições, sem que haja a necessidade da tormenta, dando ao mundo uma aparência mais sublime.
Cada qual é responsável pelo que pensa, irradia e constrói.
Cuidemos, portanto, para que a Terra e o Brasil recebam de nossos corações apenas aquilo que coaduna com os princípios divinos, os quais já conseguimos amealhar.
Que o nosso quinhão seja o da paz e do amor fugindo de quaisquer destemperos emocionais, de baixa expressão.
Jesus o Mestre dos mestres, convida-nos ao Amor. E através do Amor, no tempo e no espaço certos, alcançaremos o bem que precisamos e que se faz necessário.

Do irmão, Raphael. (Psicografada por Roberto Lúcio, no HEAL no dia 19/05/2014)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.