Tempestade Aplacada

45. Certo dia, tendo tomado uma barca com seus discípulos, disse-lhes Ele: “Passemos à outra margem do lago.” Partiram então. Durante a travessia, Ele adormeceu. Então, um grande turbilhão de vento se abateu de súbito sobre o lago, de sorte que, enchendo-se a barca de água, eles se viam em perigo. Aproximaram-se, pois, dele e o despertaram, dizendo-lhe: “Mestre, perecemos.” Jesus, levantando-se falou, ameaçador, aos ventos e às ondas agitadas, e uns e outras se aplacaram, sobrevindo grande calma. Ele então lhes disse: “Onde está a vossa fé?” Eles, porém, cheios de temor e admiração, perguntavam uns aos outros: “Quem é este que assim dá ordens ao vento e às ondas, e eles lhe obedecem?” (Lucas, 8:22 a 25.)
46. Ainda não conhecemos bastante os segredos da natureza para dizer se há ou não inteligências ocultas presidindo à ação dos elementos.
Na hipótese de haver, o fenômeno em questão poderia ter resultado de um ato de autoridade sobre essas inteligências e provaria um poder que não é permitido a nenhum homem exercer.
Seja como for, o fato de Jesus dormir tranquilamente durante a tempestade atesta, de sua parte, uma segurança que só se pode explicar pela circunstância de que seu Espírito via não haver perigo nenhum e que a tempestade ia se acalmar.

Índice
Início

Senda de paz

%d blogueiros gostam disto: