Categorias
Espiritualidade

Reencarnados

Ontem – corsário afamado,
Matava sedento de ouro…
Hoje – menino enjeitado
À beira do ancoradouro.

Ontem – mulher de ilusão,
Mentiras e cabriolas…
Hoje – bendita prisão
De pratos e caçarolas.

Ontem – autor insensato,
Ganhando à custa do vício…
Hoje – doente sem trato,
Vivendo com sacrifício.

Ontem – tirano na praça,
Falava insincero em tudo…
Hoje – mendigo que passa,
Gaguejando, tartamudo.

Destino, desventura?!…
Nada disso, meu irmão,
O presente mostra o passado,
Bendita a reencarnação!…

Espírito Chiquito de Morais, do livro Orvalho de Luz psicografado por Chico Xavier

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.