O pirilampo

O pirilampo - imagem da internet

Nunca te afirme imprestável.Num aldeamento de colonização, surgiu um químico dedicado à fabricação de remédios pesquisando as qualidades de certo arbusto que existia unicamente em cavernas.Detendo informe de antigos habitantes da região, muniu-se de lâmpada elétrica, vela e fósforos para descer aos escaninhos de grande furna.

Soneto

Allan Kardec e Amelie Boudet

Houve tempo em que a ciência positiva,Na aridez de seu método ilusório,Construía o castelo transitórioDa grande negação definitiva. Tudo era matéria primitivaNo centro do seu “modus” vibratório,Impressionando o mundo do sensório,Na eterna vibração da força viva. Mas Kardec abre as últimas cortinasE sobre o mundo de cadaverinas,Apresenta outra Luz gloriosa e forte. Cai a muralha… Continuar lendo Soneto

Até e depois

Frequentemente, na Terra, declaramos sofrer:Assédio de tentações;Cansaço da vida;Impaciência contínua;Desânimo sistemático;Acesso de cólera;