A Prece

Chico no encontro da boa-vontade

Faz-se preciso que o homem reconheça a necessidade da luta, como a do pão cotidiano.
A crença deve ser a bússola, o farol nas obscuridades que o rodeiem na existência passageira e a prece deve ser cultivada, não para que sejam revogadas as disposições da lei divina, mas a fim de que a coragem e a paciência inundem o coração de fortaleza nas lutas ásperas, porém necessárias.
A alma, em se voltando para Deus, não deve ter em mente senão a humildade sincera na aceitação de sua vontade superior.

Do livro Emmanuel, psicografado por Chico Xavier