Língua

Pela válvula da língua, nossas paixões explodem ou nossas virtudes se estendem.Cada vez que arrojamos para fora de nós o vocabulário que nos é próprio, emitimos forças que destroem ou edificam, que solapam ou restauram, que ferem ou balsamizam. Chico Xavier/Emmanuel, no Livro Fonte Viva